RSS

>Os Iraquianos em Detroit

11 jun

>

Com o fim de fato da fase de ouro da indústria automotiva norte-americana, deve complicar ainda mais a situação de seu antigo epicentro, a cidade de Detroit, no Estado de Michigan, nos EUA. No último meio século, a população local caiu à metade, de 1,8 milhão de pessoas nos anos 50 para pouco mais de 900 mil hoje. Estive lá por duas vezes nos últimos anos, em 2007 e em 2008. Na primeira vez, fazia uma série de reportagens sobre os exilados iraquianos que encontraram abrigo na Grande Detroit.

Pois essa é a comunidade que mais floresce, a dos exilados iraquianos, principalmente dos caldeus, uma facção de cristãos que não encontrou lugar no Iraque pós-invasão norte-americana. Eles representam 15% de todos os refugiados iraquianos. Dois terços deixaram o país. Desses, dezenas de milhares vieram aos EUA, e se concentram no Michigan, onde já havia uma importante comunidade de exilados iraquianos da Guerra do Golfo, em 1991, e da Guerra Irã-Iraque, nos anos 80.

O curioso é que um dos locais preferidos dos iraquianos expatriados para iniciar nova vida é Dearborn, cidade-natal de Henry Ford, o fundador da única das ex-Três Grandes que sobrevive sem intervenção estatal e que mantém sua sede ali. No subúrbio de Detroit, é a “capital árabe” dos EUA, com 30% da população três árabes em cada dez habitantes e uma das maiores mesquitas das três Américas.

Enquanto os trabalhadores da indústria automobilística norte-americana perdem emprego e casa, os iraquianos desalojados pela guerra de George W. Bush progridem na mesma região, tocando suas próprias pequenas empresas, principalmente no setor de serviços.

Há uma ironia histórica aí.

A mesquita de Dearborn, no subúrbio de Detroit

Mansão onde Henry Ford passou parte de sua vida, na mesma cidade

Fábrica de carros abandonada de Detroit

Blog Sérgio Dávila

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em junho 11, 2009 em Iraque

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: