RSS

Livro antissemita é vendido na Rússia

02 abr

A Promotoria de Moscou rejeitou o pedido da Organização para os Direitos Humanos na Rússia, a proibição da venda do livro “Os Protocolos dos Sábios de Sião”, conhecido como um texto abertamente anti-semita.
As autoridades rejeitaram o pedido com o fundamento de que o texto não contém palavras que incitem à violência contra os judeus. Em um comunicado, o procurador explicou que “a falta de mencionar que este livro é uma fraude, não constitui uma violação da lei russa sobre defesa do consumidor.”
A organização pediu que, em caso de venda, explicações aparecem no livro dizendo que é uma invenção que leva a crer que havia um programa desenvolvido pelos judeus para conquistar o planeta. Ao comunicar que o pedido foi indeferido, os funcionários da agência de voluntários, disse que apresentou um recurso.
Hitler introduziu os protocolos na década de 20, quando estava desenvolvendo suas idéias antissemitas. Hitler se referiu aos Protocolos em alguns de seus primeiros discursos políticos e durante sua carreira explodiu o mito de que os judeus Bolcheviques estavam conspirando para dominar o mundo.
Durante as décadas dos anos 20 e 30, os Protocolos dos Sábios de Sião, desempenharam um papel importante na propaganda nazista. O Partido Nazista publicou pelo menos 23 edições dos Protocolos entre 1919 e 1939. Após a tomada do poder pelos nazistas em 1933, algumas escolas usaram os Protocolos para doutrinar os alunos.
Em 1993, um tribunal russo considerou que Pamyat, uma organização nacionalista de direita, tinha cometido um ato anti-semita por meio da publicação dos protocolos.
Apesar de repetir que os Protocolos são uma fraude, o texto anti-semita continua a ser o mais influente dos últimos 100 anos e continua a atrair uma variedade de indivíduos e grupos anti-semitas.
Ele acrescenta que “Nos Estados Unidos e Europa, simpatizantes neo-nazista da supremacia da raça branca, e aqueles que negam o Holocausto, promovem e distribuem os protocolos. Livros baseados nos protocolos são encontrados em todo o mundo, mesmo em países com poucos judeus como o Japão. Muitos livros escolares de todo o mundo árabe e islâmico apresentam os Protocolos como fatos verdadeiros. Inúmeros discursos políticos, editoriais, e até mesmo desenhos são derivadas dos protocolos “.

Fonte: Aurora Digital

 
3 Comentários

Publicado por em abril 2, 2011 em Antissemitismo

 

3 Respostas para “Livro antissemita é vendido na Rússia

  1. Kátia N. Armini

    agosto 27, 2011 at 7:24 am

    Eu sou cristã e automáticamente israelense por adoção. Israel já conquistou o mundo através de Jesus Cristo e vai conquistar militarmente na segunda volta do Senhor Jesus juntamente com os judeus. Tenho curiosidade em ler o livro e acredito que a maioria dos livros estão sendo lidos por cristãos e mesmo assim não são nem serão demovidos de sua fé.
    A vitória de Deus é fato consumado.

     
  2. Milu

    outubro 26, 2011 at 10:48 am

    O livro não é vendido só na Rússia. Eu mesma tenho um exemplar, comprado no Brasil, lançado pela Editora Júpiter. E pergunto: cadê a democracia?Porque não vender este livro, já que quase nenhuma obra despertou mais a atenção do mundo no século XX do que “Os Protocolos dos Sábios de Sião”, discutido há décadas na grande mídia (bem verdade que esta lhe dá bem menos destaque), por críticos e escritores. O alvoroço criado a seu redor se deve ao fato de ele conter o mais terrível e cínico plano (ou dominador) da história. Não sou eu quem vai julgar se o seu conteúdo é uma farsa ou não, mas devo dizer que, muitas vezes, ao relê-lo, chego a me arrepiar, pois muito do seu conteúdo a gente está vendo a todo momento.Fala sobre a imprensa e a assimilação na política do papel da imprensa, fala sobre pregar “o veneno do liberalismo”, sobre o uso da espionagem, enfim, sobre um cem número de coisas que vários governos de países hegemônicos(principalmente EUA) têm aplicado ao longo da história moderna. Coincidência ou não, acho que vale a pena conhecer o livro e que cada um tire sua própria conclusão.

     
    • tonihuff

      outubro 26, 2011 at 11:00 am

      Sei que o livro é vendido em muitos lugares. O livro é uma farsa e só serve para antissemitas lerem e espalhar seu conteúdo de ódio.
      Lembre-se antissemitismo é crime, mesmo no Brasil. Este livro é parte de um crime.

       

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: