RSS

É com essa gente que o mundo quer que Israel converse

17 dez

Só pode ser piada

O movimento fundamentalista islâmico Hamas reiterou o seu compromisso com a destruição de Israel, durante a celebração do vigésimo quarto aniversário de sua fundação.

Aplaudido por centenas de milhares de apoiantes com bandeiras verdes e Kativa palestinos na praça em Gaza ocidental capital, líderes islâmicos reafirmaram que nunca reconhecerão o Estado de Israel.

“Eu digo com clareza, sem interpretação: a resistência armada e luta armada são a nossa única opção para libertar a terra e libertar toda a Palestina desde o mar até o rio (Jordão) e expulsar os invasores”, disse o chefe de governo , e líder do grupo terrorista Hamas em Gaza, Ismail Haniyeh, cujo discurso foi várias vezes interrompido por aplausos e slogans anti-israelenses.

Antes de abordar o público, Haniyeh, que chegou ao pódio acompanhado por vários ministros e segurando duas bandeiras na mão, o palestino e o seu movimento, ele se virou para uma foto gigante de Al Aksa que decorava o palco e fez o gesto de abrir a porta da mesquita, um ato que foi aplaudido pela multidão.

“O Hamas nasceu com o início da Primeira Intifada, viveu com a Segunda Intifada e vai levar o povo palestino e facções islâmicas e nacionais todos ao futuro até a libertação da Palestina, toda a Palestina”, disse Haniyeh.

O líder islamita disse que seu grupo não irá se comprometer e não aceita que o Estado judeu tenha “uma polegada” de terra, nunca vai reconhecer Israel.

Ele também se comprometeu a continuar trabalhando com o Fatah Al, liderado pelo presidente Mahmoud Abbas, na unidade de todas as facções

De acordo com o Hamas, foi a maior concentração de apoio registrados desde a fundação do movimento em dezembro de 1978.

Dezenas de trabalhadores trabalharam na praça para construir uma plataforma de 1.350 metros, como proa de um navio e quatro ilhas, representando Tunísia, Egito, Líbia e Iêmen, países árabes com tumultos.

O palco estava decorado com uma fotografia gigante de Al Aqsa em Jerusalém, e um mapa de cor verde do grupo terrorista islâmico definida como a Palestina-Israel e  territórios palestinos, que foi incorporada a legenda “Jerusalém, estamos chegando. ”

“Eu vim aqui porque eu amo Hamas. É o único movimento palestino que ainda acredita em resistência armada contra a ocupação israelense e o único movimento que apela à libertação do território palestino”, disse Abu Mohammed, que participou do evento com seus três filhos.

Mushi al-Masri, deputado islâmico preso por Israel e liberado em uma troca de prisioneiros no mês de Outubro , se dirigiu à multidão para garantir que “o Hamas conseguiu combinar o governo com a resistência armada. A Palestina é hoje o Hamas e está cada vez mais perto de ganhar a próxima eleição. ”

Braço armado do Hamas, as Brigadas de Al-Qassam Ezedín, aproveitou a ocasião de 24 º aniversário para vangloriar-se sobre o seu “realizações” neste período atribuiu o assassinato de 1.365 israelenses e 11.039 lançamentos de foguetes ou morteiros contra o Estado judeu.

O grupo palestino islâmico genocída  e anti-semita, de acordo com sua carta de fundação, declara que desde a sua criação fez 1.117 ataques contra israelenses  ferindo 6.411 dos quais 87 foram atentados suicidas em Israel.

EFE e Aurora

 

 
4 Comentários

Publicado por em dezembro 17, 2011 em Terrorismo

 

4 Respostas para “É com essa gente que o mundo quer que Israel converse

  1. Esfera Meridional

    janeiro 18, 2012 at 3:48 am

    Quero entender esse conflito entre Palestinos e Israelense… mas não consigo. Há algum texto específico aqui no Blog?

    Grata.

     
    • tonihuff

      janeiro 18, 2012 at 10:36 am

      Existem vários textos, o blog é quase todo sobre o assunto

       
      • Esfera Meridional

        janeiro 18, 2012 at 11:57 am

        Sim, percebi… agradeço se puder me direcionar alguns títulos. Comecei a acompanhar ontem. Assisti a entrevista do palestino escritor e os demais que comentei. Se vc puder me direcionar leituras on line… confesso que sou uma pessoa desinformada. Quero mudar isso, portanto prefiro leituras básicas, mas com fontes de embasamento.

        Grata.

         
      • tonihuff

        janeiro 18, 2012 at 1:03 pm

        Acho que com esse link vc. vai poder ter uma base de tudo.
        http://israelnaweb.com/site/index.php?option=com_content&view=article&id=136&Itemid=108

         

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: